Astronomia – Próximas sessões

Os astrónomos da AAAM cumprem neste momento o programa de astronomia de verão/2014, patrocinado e supervisionado pela ciência Viva, pelo que nesse âmbito promovem mais duas regulares sessões de observação. Como sempre, as actividades são de livre acesso com a associação a deslocar dois monitores para cada sessão que estarão, assim, nos seguintes locais:

01- Dia 22/08/14 – 21h30 – Promenade do Caniço (entrada entre os dois hotéis);

04- Dia 23/08/14 – 21h30 – Chão da Lagoa, junto do portão norte;

Sessões de observação dos astros para o todo o público. Os temas destas sessões incidirão sobre: planetas e constelações, localização da estrela Polar, ciclo de vida das estrelas, nebulosas e enxames estelares. A observar Marte, Saturno e os objectos celestes que sejam possíveis de captar nessa noite. Os telescópios esperam por si!

Nota importante:  as sessões iniciam-se à hora designada e sugere-se aos participantes o uso de roupas adequadas às altitudes. Ainda que no decurso do verão, podem ocorrer alterações bruscas de temperaturas.

A Direcção da AAAM

Chão Lagoa – 16/08/14

Com uma temperatura agradável e um céu algo turbulento nas primeiras duas horas, mais uma sessão se cumpriu do programa. O público aderiu e logo no início já tinhamos 17 pessoas junto do telescópio, instrumento este que teimava em não corresponder às exigências dos participantes. Depois de várias tentativas o equipamento teve de ser comandado manualmente para não atrasar mais a actividade e poder acompanhar com certa regularidade a procura dos objectos solicitados. Marte e depois Saturno passaram pela ocular, embora com turbulência, mas ainda assim com o planeta dos anéis a deslumbrar todos os presentes.

Seguiu-se uma exposição sobre a posição do observador perante a esfera celeste e com o laser desenharam-se diversas constelações desde a Virgem, a mergulhar no horizonte oeste, passando pela Balança, Escorpião, Sagitário, Capricórnio, Boieiro, Serpentário, triângulo de verão, ´Pégaso, Cassiopeia e, por fim, as Ursas. O telescópio apresentou imagens dos enxames M7, M13, NGC 869, M27, M57 e M31, regressando-se ainda à M17, M20 e M23, para depois um dos monitores abordar o ciclo de vida das estrelas. No final, foi a vez de olhar a bela dupla de Albireo e terminar com a localização da estrela Polar e explicação sobre a precessão e controlo do tempo.

Imagens de Dina Góis:

IMG_1504IMG_1514IMG_1523IMG_1536IMG_1539IMG_1553

 

Super Lua na Rotunda Lido

Sessão realizada dia 09/08/14 – 21h30/01h00. Apesar de no início termos tido um céu muito nublado, algumas abertas deixaram espreitar uma soberba Lua, parecendo muito maior do que habitual, ainda que na véspera do seu perigeu a cerca de 365.600kms. Os participantes foram-se concentrando em redor do telescópio Celestron CPC 800 e aproveitaram para espreitar sucessivamente o planeta vermelho, o interessante Saturno e finalmente a nossa Super Lua. Munido de um filtro lunar as dezenas de participantes, incluindo muitos turistas, puderam, com uma certa comodidade visual, visionar crateras e outros detalhes do nosso satélite natural que de outra forma não seria possível. As nuvens gradualmente se afastaram e, a partir das 23h00, deixaram-nos observar estes três astros sem qualquer jogo de “ora tapa ora descobre” que se verificara no início. A motivação dos interessados cresceu e grupos de 15/20 pessoas foram passando pelo telescópio colocando inúmeras questões aos monitores Fenando Góis e Marco Macedo fazendo com que no final, entre as 23h30 e 00h45, ainda persistisse um desses grupos na ordem de17 pessoas.

Em destaque dois astros: o planeta dos anéis que, sem turbulência, tornou-se muito apelativo para crianças, jovens e adultos e foi solicitado durante o tempo enquanto visível no horizonte oeste. O outro objecto interessante foi de facto o nosso satélite natural que suscitou muitos apelos de repetição pelas dezenas de participantes. Os monitores tentaram esforços para observar a M13, M31, M11, NGC 869 e outros, mas depressa desistiram pela impossibilidade face ao intenso brilho da Lua. Excelente noite de divulgação de astronomia e de observação da Super Lua.

Monitores: Fernando Góis e Marco Macedo. Imagens de Dina Góis.

apogeuPerigeu_iconWeb[1]IMG_1434IMG_1436IMG_1444IMG_1445IMG_1450IMG_1453IMG_1455IMG_1459

Astronomia no Porto Santo 2014

Decorreu na ilha de Porto Santo as habituais sessões de observação dos astros. Integradas na Astronomia no Verão, a edição de 2014 – com observações a 2 e 3 de Agosto – foram realizadas no Miradouro do Moinho, a 5 min do centro da vila, um local mais sossegado, escuro e com melhores condições que a ponta final do cais Velho.

Ambas sessões foram acompanhadas pela Prof. Maria José Vital, acompanhada pelo robusto Mizar TAL-1 que surpreende pela qualidade óptica, um verdadeiro “todo o terreno” para quem se inicia na Astronomia. Foram realizadas pequenas palestras sobre o funcionamento dos diversos tipos de telescópios, montagens e óptica e noções sobre a localização de constelações e objectos na abóbada celeste. Infelizmente, ambas sessões foram pautadas pela nebulosidade e alguma chuva, mas no último dia de observações foi possível registar a observação da lua e de Saturno e algumas constelações.

Ficam as habituais imagens:

Sessão do Chão Lagoa

A sessão de ontem, dia 26, não correu tão bem como previam os astrónomos. Por várias razões. Um problema mecânico no tripé do telescópio foi solucionado de forma “ad hoc” para conseguir mantê-lo de pé. Uma certa instabilidade do tempo nas zonas altas próximas do Pico Areeiro trouxeram-nos algumas neblinas varrendo de um lado para outro e provocando não só turbulência atmosférica como impedindo uma observação perfeita dos objectos celestes, decepcionando talvez alguns dos presentes. Para agravar a situação algumas viaturas teimavam em desrespeitar as regras na via junto do local da observação, infelizmente circulando de faróis a incidir sobre a zona onde estavam instalados os telescópios, apesar da intervenção dos astrónomos.

Perante um grupo de 17 participantes, iniciou-se a observação pelo planeta Marte, algo muito turbulento, enquanto os monitores desenvolviam explicações da sua posição na esfera celeste, distância, características físicas e movimentos. Este foi um período muito interessante onde a interacção astrónomos/participantes teve momentos altos. Seguiu-se o planeta dos anéis, da mesma forma turbulento e com uma visibilidade apagada pelas neblinas circulantes, o mesmo sucedendo com outros objectos do céu profundo, como M8, M13, M20,  incluindo a galáxia de Andrómeda. Pelas 23h10 um grupo de 25 jovens escuteiros aproximou-se dos telescópios e  observaram os dois planetas atrás citados, mas acabou por se desmobilizar em face da longa caminhada que acabavam de realizar e que os deixou literalmente fatigados. Ainda suportaram uma hora de explicações sobre alguns astros e constelações mas acabaram por serem vencidos pelo cansaço e retiraram-se pelas 00h30. Nessa altura os participantes eram já muito poucos e também se retiraram vencidos pelo frio que aumentara de intensidade. A sessão terminou pelas 00h50.

Monitores: Fernando Góis, José António Nunes, Sandro Correia e Alexandre Fontinha. Imagens de Dina Góis.

IMG_1230IMG_1235IMG_1238IMG_1241IMG_1243IMG_1247IMG_1248IMG_1252IMG_1254