Próxima actividade

Os astrónomos da AAAM cumprem neste momento o programa de astronomia de verão/2014, patrocinado e supervisionado pela ciência Viva, pelo que nesse âmbito promovem mais uma regular sessão de observação dos astros. A actividade é de livre acesso e os monitores estarão junto da entrada do Portão Norte, Chão da Lagoa, onde disponibilizarão dois telescópios para o público.  A sessão inicia-se à hora prevista com uma curta introdução à astronomia e sugere-se aos participantes interessados que devem usar roupas adequadas às altitudes pois ainda que no verão podem ocorrer alterações bruscas de temperaturas, tendo a seguinte estrutura:

- Dia 26/07/14 – 21h30 – Chão Lagoa – Observação regular dos astros para o todo o público – Temas a abordar: introdução à astronomia, planetas, estrelas e constelações.  

A Direcção da AAAM

Chão Lagoa – 19/07/14

Chegados ao local pelas 21h00, os astrónomos viram-se confrontados com um céu cheio de nuvens a barrar a abóbada celeste e temeram pela realização da sessão. Lentamente viram as nuvens a baixar e permitir um céu transparente como há muito não recordámos. Pelas 21h40 as primeiras duas estrelas (Veja e Arcturus) surgiram e Marte apresentou-se diante dos nossos olhos servindo de ponto de referência para o resto da noite. José Nunes aproveitou o momento e regulou o telescópio para o decurso da actividade, apontando de seguida para o planeta vermelho. As primeiras pessoas aproximaram-se do telescópio e começaram a questionar os astrónomos com Sandro Correia a permitir uma curta iniciação à astronomia. O número de participantes gradualmente aumentou e com cerca de 10 elementos deu-se inicio à acção com a entrega pela Direcção de dois cartões de associados a dois jovens que se filiaram na AAAM. Eram já cerca de 21h50 e com um grupo de 18 pessoas, Marte foi o primeiro planeta a passar pela ocular do telescópio e Fernando Góis aproveitou para introduzir uma curta explicação sobre a posição do observador, orientação perante a esfera celeste e distinção entre planetas e estrelas. As características físicas do planeta vermelho foram abordadas ao mesmo tempo que os seus movimentos, distâncias e respectivas luas. Seguiu-se o planeta dos anéis e de igual modo características físicas, movimentos, luas, origem e ciclos dos seus anéis.

Pelas 23h00 existiu um curto intervalo de 5 minutos, retomando-se a sessão pelas 23h10 com o tema das constelações. Passámos pela cauda do Leão, Virgem, Balança, Escorpião,  Sagitário e Capricórnio, falando-se igualmente no braço de Sagitário, Cassiopeia, triangulo de verão, Boieiro, Hercules, Ursas, Dragão e Serpentário, em excelente visibilidade no decurso da noite onde os nossos olhos captavam facilmente a magnitude - 6 quer das estrelas quer de outros objectos celestes. Seguiram-se os enxames estelares M04, M11, M13, M08, M20, M27, M57, depois M51, M82, para terminar com a M31 e respectivos satélites, e, por fim, a dupla de Albireo. Foi o momento para Marco Macedo abordar ainda o ciclo de vida das estrelas, cores, temperaturas, magnitudes e noção da eclíptica. completando ainda a ideia com a noção dos movimentos de precessão e nutação. Excelente noite para observação dos astros onde o público colaborou com intervenções que há muito não ocorria nesta actividades.

Monitores: Fernando Góis, José Nunes, Sandro Correia e Marco Macedo. Imagens de Dina Góis:

IMG_1181IMG_1184IMG_1195 IMG_1185IMG_1191IMG_1201

Abertura astronomia Verão 2014

Com um pequeno grupo de seis pessoas na primeira parte da sessão e um outro de 15 na observação nocturna, ficou aquém das expectativa o número de participantes, mas fomos surpreendidos com a sua intervenção e dinamização no decurso da actividade. Os astrónomos acompanhando essa participação imprimiram um ritmo condizente com a pretensão do público e instalaram 4 telescópios, além de uma webcam a captar imagens dos astros observados ao telescópio, algumas não nas melhores condições face à intensidade do vento, sendo depois projetadas na sala de entrada pela mão de Marco Maceddo.

Pelas 22h00 deu-se início à sessão da noite com um soberbo mapa estelar perante os nossos olhos em que o esplendoroso braço de Sagitário o rasgava em duas partes. Desse mapa sobressaiam o triangulo de verão, Spica bem junto de Marte, Arcturus no zénite, um Escorpião que parecia movimentar-se no céu, mas com as Ursas e a estrela Polar a marcar o ritmo do tempo na esfera celeste. Todos estes objectos foram contemplados ao longo da sessão, além do planeta dos anéis em excelente plano de observação que contou ainda com o telescópio do astrónomo Rui Aguilar. Entre vários temas e objectos, não esquecemos a M8, M13, M27, M83, M104, M57, M51 nem as constelações visíveis. Terminámos com a Lua na fase de minguante que surgiu pelas 23h30. E para completar tudo isto, os astrónomos receberam os participantes com um simples lanche onde não podia faltar o chocolate quente, a bebida da praxe…! Sessão ecerrada pelas 00h30.

Monitores: Fernando Góis, Marco Macedo e José António Nunes. As imagens de Dina Góis:

IMG_1003IMG_1006IMG_1008IMG_1014IMG_1016IMG_1020IMG_1021IMG_1024IMG_1028

 

 

Álbum de Recordações

Desde os primeiros momentos – como extensão da Associação Portuguesa de Astrónomos Amadores (APAA), à formalização da AAAM, passando pelo planetário e por toda a ilha, levando a Astronomia!