Astronomia – Próximas sessões

Os astrónomos da AAAM estão a cumprir a fase final do programa de astronomia de verão/2014, patrocinado e supervisionado pela ciência Viva, pelo que nesse âmbito promovem as regulares sessões de observação. Como sempre, as actividades são de livre acesso com a associação a deslocar dois monitores para cada sessão que estarão, assim, nos seguintes locais:

- Dia 06/09/14 – 20- Dia 06/09/14 – 20h45 – Rotunda do Lido, Funchal ( observação dos astros com especial para Marte, Saturno e Lua;

- Dia 13/09/14 – 20h30 – Universidade da Madeira, Funchal (observação dos astros);

- Dia 15/09/14 – 20h00 – Universidade da Madeira, Funchal (3 apresentações, medir a Poluição Luminosa e observação dos astros);

Sessões de observação dos astros para o todo o público. Os temas destas sessões incidirão essencialmente a Lua, Marte e Saturno, além de outos que sejam possíveis de captar nessa noite. Os telescópios esperam por si!

Nota importante:  as sessões iniciam-se à hora designada e sugere-se aos participantes o uso de roupas adequadas às altitudes. Ainda que no decurso do verão, podem ocorrer alterações bruscas de temperaturas.

A Direcção da AAAM

Chão Lagoa – 30/08/14

Teria sido uma excelente despedida do Chão da Lagoa não fossem alguns pequenos incidentes na regulação do telescópio que mancharam uma sessão de elevado nível em termos de qualidade e de objectos observados. Com a presença de apenas 8 pessoas, eram cerca de 21h10, deu-se início a esta actividade com uma introdução prévia sobre o conteúdo e objectivos do programa da Ciência Viva, passando-se de imediato para uma visão geral da posição dos astros naquela altura e, pouco depois, com a observação do nosso satélite em que se descreveram as fases, movimentos, características físicas, formação e interação Terra/Lua. Após este tema seguiu-se Marte enquanto o monitor fazia explicação entre estrelas e planetas, ao mesmo tempo que abordava os movimentos e características físicas do planeta vermelho. Com Saturno e os seus anéis na ocular do telescópio os participantes, já em número que atingia as 21 pessoas, passaram  a estar mais motivados, igualmente se desenvolvendo as características deste astro. Terminada esta fase foi  vez de se contemplar novas posições dos astros visíveis e alguns que iam surgindo no horizonte, iniciando-se a localização e identificação de algumas constelações como as Ursas, Virgem, Balança, Escorpião e Sagitário. Depois de um curto intervalo e de nova regulação do telescópio, passámos à observação dos enxames estelares M7, NGC 869, M11, M13, M31, M57, M33 e a dupla de Albireo. Finalmente passámos pelo triângulo de verão, quadrado de Pégaso, Cassiopeia, Cefeu e o Dragão, com os momentos finais a abordar-se o movimento de precessão da Terra e o controlo do tempo a partir da Estrela Polar que o monitor ajudou a localizar.

Imagens de Dina Góis

IMG_1713IMG_1714IMG_1715

Reunião Direcção

Nesta derradeira fase da astronomia de verão procedeu-se a uma reunião extraordinária da direcção, estando presentes os três elementos desta, o presidente da assembleia-geral e igualmente o presidente do conselho fiscal, na qual se abordaram questões referentes temas:

- Versão final do projecto da AAAM e toda a matéria nele envolvente, bem como substituições no Planetário do MM e eventual abertura de candidaturas para formação a monitor de planetário, além das últimas actividades que faltam para completar o programa da astronomia de verão.

A Direcção da AAAM,

IMG_1672IMG_1674

Chão Lagoa – 23/08/14

Com excelente temperatura e um céu integralmente limpo para a astronomia, os astrónomos instalaram o respectivo telescópio. Pelas 21h35 já tinhamos 11 pessoas junto de nós e passado pouco depois o número aumentou para 20 pessoas, nunca imaginando que o equipamento nos reservaria algumas surpresas. O astrónomo responsável deu início à sessão com uma introdução sobre as acções da Ciência Viva e seus objectivos, ao mesmo tempo que tornava extensiva a exposição a uma curta iniciação à astronomia e posição do observador perante a esfera celeste. Seguiu-se a explicação sobre diferença entre estrelas e planetas, passando-se de imediato à observação de Marte e Saturno com a identificação dos seus detalhes físicos e movimentos. Após este lapso de tempo preparávamos a observação dos enxames de Escorpião e M13 quando o telescópio sofreu uma curta paragem por desregulação inexplicável. O grupo de participantes havia aumentado significativamente e já superava as 35 pessoas, com um número significativo de jovens, pelo que o compasso de espera serviu para fazer uma leitura do céu e identificação das constelações visíveis, começando-se pela Virgem, Balança, Escorpião, Serpentário, Sagitário e Capricórnio. Completou-se com o quadrado de Pégaso, Cassiopeia, triângulo de Verão e as Ursas. Uma nova tentativa para observar a M7 e M13, foi sol de pouca dura e o telescópio voltou à sua teimosia de não funcionar. Aproveitou-se para introduzir um pequeno intervalo de 10 minutos (eram cerca de 22h55), retomando-se a sessão pelas 23h10 com o visionamento da M7, NGC 869, M27 e já manualmente a M31. Voltámos à Ursas e localização da estrela Polar quando alguns dos participantes haviam abandonado a sessão. Prosseguiu a acção com a explicação sobre o movimento da precessão e controlo do tempo, retomando-se novamente a observação de alguns enxames estelares. Terminámos com a observação da dupla de Albireo que causa sempre motivação entre os participantes, pelo que o grupo final de 7 pessoas abandonou o telescópio pelas 01h10.

Imagens de Dina Góis

IMG_1644IMG_1645IMG_1648IMG_1650IMG_1658IMG_1661

 

Sessão Promenade Caniço

O cenário Funchal quase se repetiu na promenade do Caniço. O público também aderiu mas algumas pessoas não tiveram a paciência de esperar pelas abertas verificadas pelas 23h00.  A verdadeira sessão de astronomia começou por essa hora quando ainda era visível a presença de muitos participantes se bem que os planetas Marte e Saturno há muito haviam mergulhado no horizonte, constituindo um revés para algumas crianças e jovens. Começámos pelo quadrado de Pégaso, seguido do triângulo de Verão e respectivas constelações, deixando ao nosso dispor o zénite, leste e sul, sendo motivo para os presentes observarem a M7, M11, M13, M15, M23, M27, M31, NGC 869 e M57, um conjunto de objectos interessantes entre enxames estelares, abertos e globulares, nebulosas e a galáxia de Andrómeda. Depois da localização da estrela Polar, foi a vez de identificarmos algumas das constelações visíveis como Sagitário, Capricórnio, Pégaso, Lira, Cisne, Águia, Ursas Menor e Maior. A sessão terminou pelas 01h00 quando já retornavam as nuvens, mas com tempo suficiente para os participantes apreciarem a beleza da dupla de Albireo e identificarem as suas cores.

Imagens de Dina Góis.

IMG_1599IMG_1601IMG_1614IMG_1628IMG_1633IMG_1634